01 SET A 01 OUT 11  ........................................................................

 FONTE + MACHADO  

HOME-MADE

 

VER EXPOSIÇÃO

 

 

SALA EA-1.23 ESCOLA DE ARQUITECTURA

..

 

 

 

Ruína edificada

 

O espaço é o interior/exterior de um corpo inane – desconstruído projecto de habitação – que descreve a comunicação entre a arquitectura de ideias, a presença física humana e a manifestação do tempo que rodeia uma construção. Fragmentos compostos e organizados, memórias aprisionadas ou empacotadas em ordenações mentais, reunidas num ambiente familiar ficcionado e num contexto que concilia, na fragilidade da ruína, o conforto de uma casa habitada com a precariedade das “paredes” que a formam – um processo (des)construtivo que é feito na íntima relação com o homem, a sua vivência e história e não à margem dele. Uma casa é um local de, simultaneamente, continua edificação de vida e destruição de forma.

E, neste diálogo transformador e criador, em que o eco do silêncio e a falsa simplicidade da ruína (um reduzir progressivo à essência da forma) se compõem como metáfora de nós mesmos, se explora a “escultura narrativa”, de onde nascem formas habitadas, que nos olham tanto quanto nós olhamos para elas.

Permanecendo como sintaxe do projecto, expõe-se a imagem cifrada de uma vivência concreta, de uma existência real, de uma história registada num “diário pessoal”, que se dilui na interpretação dos “outros”, filtrada por minúsculas fendas da nossa pessoal experiência do mundo.

 

B. Fonte e A. Machado

(Projecto para ESTÚDIO UM)

 

FONTE+MACHADO

 

B. Fonte, licenciatura em Artes Plásticas – Pintura e pós-graduação em Teoria e Prática do Desenho pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto. A frequentar o mestrado em Ensino das Artes Visuais.

 

A. Machado, licenciatura em Artes Plásticas – Escultura e pós-graduação em Arte e Multimédia pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto. A frequentar o curso de Arquitectura na Faculdade Lusíada de Famalicão e o mestrado em Ensino das Artes Visuais.

 

Exposições:

2011, Colectiva na Casa do Professor, “O modo como chamas”, Braga.

2011, Galeria ShowMe, “Fragmentos numa gaiola de coisas”, Braga.

..................................................................................................