01 NOV A 01 DEZ 09  .......................................................................

 MÁRCIA LUÇAS 

BABEL

 

VER EXPOSIÇÃO

 

 

 
 
 
 
 

SALA EA-1.23 ESCOLA DE ARQUITECTURA

..  

 

 

 

opacos territórios entre transparências

Numa arquitectura de células-ideias, Márcia Luças, estrutura um trabalho sobre a informação, os códigos, os ruídos e as interferências… a partir de um seccionamento crítico e analítico de experiências quotidianas de comunicação ou de tentativas de passagem de informação.
Essa análise é materializada em diferentes ambientes criados em pequenas caixas, sendo cada um dedicado a uma ideia relacionável com trabalhos anteriores. Assim se reconhece o tema e a composição de tiny golden key, obra que é, de vários modos, chave: pela ligação que estabelece com as séries reversível e paraíso mais tarde; e, ainda, na medida em que proporciona o acesso à trama visual e à lógica estrutural que aqui nos convoca.
A transparência tem, sem dúvida, um papel fundamental, no sentido global da instalação, pela interacção visual que provoca entre os diferentes elementos de uma construção que se ergue irregular e assimétrica. As sobreposições de desenhos e colagens ou a interferência dos vários objectos (que compõem cada unidade da instalação) no trajecto de visualização uns dos outros conduzem a uma nova composição, uma re-figuração em que se mantêm visíveis cada uma das originais figurações mas se faz ver uma outra resultante da conjugação delas.
No registo interpretativo, a transparência proporciona deslocamentos e alterações sequenciais que arrastam ou induzem a circulação e integração de um determinado signo num outro contexto ou circunstância; deste modo, é sugerido ao observador uma reflexão sobre sua intervenção na construção de algo que se admite como ficção mas, também, sobre a sua intervenção na construção daquilo que admite como real e, enfim, sobre a interdependência dos dois níveis.
Pela mesma via e, ainda, pela relação entre leves opacidades, se compreende a razão da recuperação e persistência de objectos e imagens que Márcia Luças, inscreve, em babel, num novo campo de significações. São reincorporados em sequências temáticas no cruzamento das quais funcionam, simultaneamente, como termos de vários discursos que a verticalidade, a horizontalidade ou a obliquidade permitem apreender, segundo as diferentes direcções e sentidos percorridos. Encontramos a linha condutora dessas narrativas, aludida ou explicitamente indicada, de novo, através da interacção das caixas/ambientes com as pequenas telas que, por sua vez, também se apresentam expandidas como suporte e veículo expressivo, pela subversão na utilização das superfícies e pela habilitação plástica da grade e do espaço do reverso.
Por vezes, as sobreposições levam à subjugação de registos, recortes e desenhos parecendo competir até ao limite do negro que tudo poderia absorver. Contudo, aqui, o negro afirma-se não-silêncio, pleno de todas as reverberações. Tumulto em quietude, prenuncia-se chave de um outro código e, como metáfora, coordena-se com os efeitos de sombras criados pelas fontes de luz no interior de algumas caixas/ambientes.
A instalação que se expande, simultaneamente frágil e invasora, inclui uma perspectiva crítica que admite a possibilidade de uma outra montagem, de uma outra organização final, e pressupõe uma abertura permanente do sentido: as infindáveis relações de ordem possíveis pertencem ao observador.
No seu conjunto, a acumulação de imagens, signos e símbolos, e a implícita sugestão de caos, induz uma reflexão sobre graus de iconicidade, sobre as linguagens, sobre o que pode ser comum e partilhado. Utilizando uma estratégia que inclui a contradição - se analisa e isola um trecho de realidade também sobrepõe e confunde – Márcia Luças convida a um jogo combinatório que pode levar a uma interrogação sobre o que cada um faz emergir dessa constelação de informações ou sobre a relação objectivo-subjectivo, exigindo do observador a consciência de que qualquer relação forma/fundo, qualquer identificação de mensagem, está em permanente ajustamento e depende de uma hierarquização de pormenores cujo processo lhe cabe compreender.

Porto, 12 de Fevereiro de 2009
Maria Leonor Barbosa Soares

MÁRCIA LUÇAS


Nasceu no Porto (Portugal) em 1963 . Vive em Vilarelho, Vila Boa de Quires .
Licenciada em Artes Plásticas – Pintura - pela Faculdade de Belas Artes do Porto, em 1986 .
Curso livre de Cinema de Animação da Cooperativa ÁRVORE, em 1987, trabalhando nesse ano com Abi Feijó, no Filmógrafo , Estúdio de Cinema de Animação do Porto.
D.E.S.E. em Design Industrial pela Escola Superior de Artes e Design , em 1994 .
Representada no Museu da Bienal de Cerveira, no Museu de Arte Jovem de Chaves, nas colecções do Banco de Portugal, da Associação Nacional dos Jovens Empresários, da Deutscher Orden, na colecção da Baviera BMW (Portugal) e em diversas colecções particulares .
Lecciona na Escola Secundária de Marco de Canaveses a disciplina de Design, Comunicação e Audiovisuais do Curso Profissional de Técnico de Multimédia.

Born in Porto (Portugal) in 1963. Lives in Vilarelho, Vila Boa de Quires.
Degree in Plastic Arts – painting by the Faculdade de Belas Artes do Porto, in 1986.
Animation Film Course by the Cooperativa ÁRVORE, in 1987, work with Abi Feijó, in Filmógrafo, Estúdio de Cinema de Animação do Porto.
D.E.S.E. Superior Studies Diploma in Industrial Design by Escola Superior de Artes e Design, em 1994 .
Represented in the Museum of Bienal de Cerveira, in the Museum of Chaves, in the collections of Banco de Portugal, of Associação Nacional dos Jovens Empresários, of Deutscher Orden , in the collection of Baviera BMW (Portugal) and in several private collections.
Teaches “Design, Comunicação e Audiovisuais” the Course Profissional de Técnico de Multimédia in Escola Secundária de Marco de Canaveses .

Prémios Awards:
Prémio II Bienal de Jovem Arte Portuguesa , Chaves, 1985 .
Prémio Revelação, X Bienal Internacional de Arte de Cerveira, Vila Nova de Cerveira, 1999
Aquisição pelo Banco Português de Macau, Exposição Prémio de Pintura BCM, 1993
Prémio Carmen Miranda, obra colectiva com Isabel Monteiro, Marco de Canaveses, 2009

Medalha de Mérito Cultural, Gau Ouro, Municipio de Marco de Canaveses, 2009

Exposições individuais Solo exihibitions :
1995 Tu e Eu com o Cão no Carro, Galeria Por Amor à Arte, Porto - Portugal.
Galeria Barca d´Artes,Centro Cultural do Alto Minho, Viana do Castelo - Portugal.
Convivio , Associação Cultural e Recreativa, Guimarães - Portugal.
Casa da Cultura , Câmara Municipal de V. N. Famalicão – Portugal.
1996 Tu e Eu com o Cão no Carro, Galeria Novo Século, Lisboa - Portugal.
Avarias Várias, Galeria Alvarez, Porto – Portugal.
1997 Travelling, Galeria Minimal, Porto - Portugal.
Travelling, Galeria Novo Século, Lisboa - Portugal.
Motor Head, Galeria Quattro, Leiria – Portugal.
1998 Cenas de Casa, Galeria Alvarez, Porto – Portugal.
1999 blue me, Galeria Minimal, Porto – Portugal.
In Side Out, Museu da Industria Textil, Vila Nova de Famalicão – Portugal.
Mixed Emotions, Galeria Levy, Hamburgo, Alemanha.
2000 living in a box, Galeria Quattro, Leiria – Portugal.
living in a box, Galeria Minimal, Porto – Portugal
look twice, Galeria Projecto , V.N. Cerveira – Portugal.
2001 2001, Galeria Alvarez Dois, Porto – Portugal
2002 changing moods, Galeria Minimal, Porto – Portugal
2003 why do women like little boxes, Galeria Alvarez Dois, Porto – Portugal
2004 positivo negativo, Galeria OM, Penafiel, Portugal
bilder wörterbuch, Galeria 564, Landshut, Alemanha
2005 outside in, Galeria Alvarez (Por Amor à Arte), Porto – Portugal
2006 reversível, Galeria Alvarez, Porto – Portugal
2007 paraíso mais tarde, Galeria Alvarez, Porto – Portugal
2008 o outro lado das árvores, Galeria Quattro, Leiria – Portugal
2009 babel, Galeria Alvarez, Porto – Portugal
Exposições Colectivas (selecção) Group exhibitions (Selection):
2009
Exposição Prémio Carmen Miranda, Museu Municipal Carmen Miranda, Marco de Canaveses
Vilnius Art Fair, representada por Espaço IMERGE, Vilnius, Lituânia Lithuania
Certame S. Agustin, Museo de la Escuela Ceramica de Aviles, Espanha Spain

2008
Arte Lisboa, Feira de Arte Contemporânea, repr. pela Galeria Alvarez, FIL, Lisboa
30 anos Bienal Internacional de Arte de Cerveira, Vila Nova de Cerveira
!º Encontro de Ilustração ao Femenino, S. João da Madeira
Feet to Feet, Galeria Por Amor à Arte, Porto
Alice, Velha-a-Branca, Estaleiro Cultural, Braga
Branco, Velha-a-Branca, estaleiro cultural, Braga
Oficina 2000 e 5, cerâmica em alto fogo, Galeria Alvarez e Museu da Olaria, Barcelos

2007
XIV Bienal Internacional de Arte de Cerveira, Vila Nova de Cerveira
Arte Lisboa, Feira de Arte Contemporânea, repr. pela Galeria Alvarez, FIL, Lisboa

2006
Projecto O2 Mail, Fundação Calouste Gulbenkian, Paris França France
FAC’2006, Feira de Arte Contemporânea, repr. pela Galeria Alvarez, FIL, Lisboa

2005
Europ’ART, representada por Galeria OM, Geneve – Suiça Switzerland
XIII Bienal Internacional de Arte de Cerveira, Vila Nova de Cerveira
5º Prémio Amadeo de Souza-Cardoso, Museu Municipal de Souza-Cardoso, Amarante
FAC’2005 , Feira de Arte Contemporânea, repr. pela Galeria Alvarez, FIL, Lisboa

2004
50 Anos 50 Euros , Galeria Alvarez salaUM, Porto
ART,COLOGNE’2004, representada por Galeria Alvarez, Colónia – Alemanha Germany
FAC’2004 , Feira de Arte Contemporânea, repr. pela Galeria Alvarez, FIL, Lisboa
Alvare’z Horror Art Show, Galeria Alvarez salaUM, Porto
Exposição Colectiva de Pintura, Museu Serpa Pinto, Cinfães
4ª Exposição Arte na Escola, Externato de Vila Meã, Vila Meã

2003
7 , Galeria Alvarez salaUM, Porto
R.S.F.F., Galeria Alvarez salaUM, Porto
ART,COLOGNE’2003, representada por Galeria Alvarez, Colónia – Alemanha Germany
XII Bienal Internacional de Arte de Cerveira, Vila Nova de Cerveira
4º Prémio Amadeo de Souza-Cardoso, Museu Municipal de Souza-Cardoso, Amarante
Arte na Escola,Externato de Vila Meã, Vila Meã
FAC’2003 , Feira de Arte Contemporânea, repr. pela Galeria Minimal , FIL, Lisboa

2002
ARCO’02, Feira de Arte Contemporânea, representada por Galeria Minimal,
Madrid – Espanha Spain
VII Bienal de Artes Plásticas – Montijo (artista convidada)
II Prémio Baviera de Pintura, Museu dos Transportes e Comunicações, Porto
ART,COLOGNE’2002, representada por Galeria Alvarez, Colónia – Alemanha Germany
Arte na Escola,Externato de Vila Meã, Vila Meã
Colectiva de Natal, Igreja Santa Maria, Marco de Canaveses
FAC’2002 , Feira de Arte Contemporânea, repr. pela Galeria Minimal , FIL, Lisboa

2001
ARCO’01, Feira de Arte Contemporânea, representada por Galeria Minimal,
Madrid – Espanha Spain
[ + de ] 20 grupos e episódios no Porto do século XX , ( integrada Porto 2001), Galeria
do Palácio , Porto
Mostra do Espólio da Bienal de Cerveira, Casa Manuel Teixeira Gomes, Portimão
Euro-Mundo , a Europa pinta para as crianças com cancro , Praça do Município, Lisboa
II Exposição de professores das Escolas Secundárias de Amarante e Marco de
Canavezes, Claustros do Museu Amadeo de Souza-Cardoso, Amarante
Mostra do espólio da Bienal de Cerveira, Casa Manuel Teixeira Gomes, Portimão
XI Bienal Internacional de Arte de Cerveira, Vila Nova de Cerveira
3º Prémio Amadeo de Souza-Cardoso, Museu Municipal de Souza-Cardoso, Amarante
ART COLOGNE’2001, representada por Galeria Alvarez, Colónia – Alemanha Germany
Cinemacção, II Bienal de Artes Plásticas e Cinema ( co-autoria com Pedro Pontes),
Museu da Imagem e Movimento, Leiria
FAC’2001 , Feira de Arte Contemporânea, repr. pelas Gal. Alvarez , Minimal , FIL, Lisboa
Arte na Escola,Externato de Vila Meã, Vila Meã
Colectiva de Natal, Igreja Santa Maria, Marco de Canaveses

2000
Prémio Baviera de Pintura , Fundação de Serralves , Porto
Colectiva de professores de Artes , Primo Liceo Artistico Statale , Turim – Itália Italy
Euro-Mundo , os artistas pintam para as crianças doentes de cancro ,
Frankfurt – Alemanha Germany
ART COLOGNE’2000, representada por Galeria Alvarez, Colónia – Alemanha Germany
FAC’2000 , Feira de Arte Contemporânea, repr. pelas Gal. Alvarez , Minimal e Quattro ,
FIL, Lisboa
Marca Madeira Feira de Arte Contemporânea, representada pela Galerias Alvarez, Madeira
I Exposição de professores das Escolas Secundárias de Amarante e Marco de Canavezes, Claustros do Museu Amadeo de Souza-Cardoso, Amarante
Colectiva de Natal, Igreja Santa Maria, Marco de Canaveses

1999
ART Frankfurt’99, representada por Galeria Alvarez, Frankfurt – Alemanha Germany
X Bienal Internacional de Arte de Cerveira, Vila Nova de Cerveira
Participou na Art- Baby Racer Baviera/BMW integrada na X Bienal Internacional
de Arte de Cerveira, Vila Nova de Cerveira
Foro Atlântico de Arte Contemporânea, representada por Gal. Alvarez,
Pontevedra - Espanha Spain
ART COLOGNE’99, representada por Galeria Alvarez, Colónia – Alemanha Germany
FIIC/FAC’99 , Feira de Arte Contemporânea, repr. pelas Galerias Alvarez e Minimal,
FIL, Lisboa
Artistas Por Timor, Armazém 7, Lisboa
Colectiva de Natal, Igreja Santa Maria, Marco de Canaveses

1998
ART JONCTION’98, representada por Galeria Alvarez, Nice – França France
ART COLOGNE’98, representada por Galeria Alvarez, Colónia – Alemanha Germany

1997
ARCO’97, Feira de Arte Contemporânea, repr. por Galeria Novo Século,
Madrid –Espanha Spain
IX Bienal Internacional de Arte de Cerveira, Vila Nova de Cerveira
III Foro Atlântico de Arte Contemporânea, representada por Gal. Alvarez,
Corunha - Espanha Spain
FAC’97, Feira de Arte Contemporânea, representada por Gal. Alvarez, Lisboa

1996
ARCO’96, Feira de Arte Contemporânea, repr. por Gal. Novo Século,
Madrid - Espanha Spain
Exposição colectiva dos artistas representados no programa MERCARTE,
Galeria Tráfico de Arte, Leon-Espanha Spain
I Salón de Otoño, Corunha - Espanha Spain
FAC’96 , Feira de Arte Contemporânea, repr. por Gal. Minimal, EXPONOR, Porto



1995
Arte Jovem, representada por Cooperativa Árvore, Forum da Maia , Maia
Prémio Nacional de Pintura Júlio Resende, Gondomar
I Foro Atlântico Arte Contemporânea, repr. por Gal. Por Amor à Arte, Santiago de
Compostela Espanha Spain
ESBAP-FBAUP , 215 anos de Escola, Edificio da Alfandega , Porto
Colectiva de Pintura(com Ana Cristina Leite , Isabel Padrão e Nazaré Álvares ),
Galeria Alvarez, Porto
50 Anos, 50 Artistas, Galeria Arménio Losa, S. Mamede de Infesta
Mostra de Arte Contemporânea, Novo Avis Trade Center, Porto
Arte Contemporânea da Galiza e do Norte de Portugal , Forum da Maia , Maia
VIII Bienal Internacional de Arte de Cerveira, Vila Nova de Cerveira
Exposição Prémio de Pintura BCM ´ 95 , Cooperativa Árvore, Porto
I FAC , Feira de Arte Contemporânea, representada por Gal, Por Amor à Arte, Lisboa
Exposição Colectiva Artistas Plásticos , Sede da ANJE , Algés

1994
I Concurso Nacional dos Jovens nas Artes, Forum da Maia, Maia
+ ou - 50 Artistas Plásticos, Galeria Por Amor à Arte, Porto

1993
Exposição “Revelações 93” Banco Comercial de Macau, Cooperativa Árvore , Porto
Prémio Nacional de Pintura Júlio Resende, Gondomar

1992
VII Bienal Internacional de Arte de Cerveira, Vila Nova de Cerveira

1987
Participação na execução do filme de animação “A Noite Saiu à Rua “ uma produção
do Filmógrafo

1986
Finalistas de Pintura , Galeria A.S. , Porto
V Bienal Internacional de Arte de Cerveira, Vila Nova de Cerveira
Biennale Europeenne de la Gravure de Mulhouse, Mulhouse – França France

1985
Pintura na E.S.B.A.P., Porto
II Bienal de Jovem Arte Portuguesa , Chaves

Ilustração Ilustration
2008 “A minha mãe é a mulher mais bonita do mundo” 1º Encontro de Ilustração ao Feminino,
S. João da Madeira
2002, HIGINO, Nuno, O Senhor Outono e o Lagarto amigo das palavras, Campo de Letras, Porto
27 de Maio 2001, Revista Pública – Jornal Público, ilustração para o conto de Lygia
Fagundes Telles, “endereço desconhecido”
2001,NOVO, Luís, A Boneca que viveu duas vezes , Edições APPACDM de Braga
1999, ilustração, jornal Le Monde DipIomatique
1995 88 leituras sobre Macau, Livros do Oriente, ilustração para texto de Francisco Maria Bordalo, “Um Passeio de Sete Mil Léguas”
1987 Trabalhou para a Porto Editora
.

 

..................................................................................................