ENCONTROS ESTÚDIO UM: TEMAS E OBJETOS DO DESENHO

 

# 6: OBSERVAÇÃO

 

RICARDO LEITE

 

TÃO PERTO E TÃO LONGE

 

SINOPSE

Nos meus primeiros anos como estudante de belas-artes, a importância dada à formação em desenho estava patente no simples facto de existir no programa do curso de artes plásticas, que frequentei, a cadeira de desenho (incluindo a de desenho de figura humana [sic]). Nesses anos, formativos, entendia-se ser estruturante a prática do desenho de modelo vivo. Ainda sem saber muito bem porquê, iniciei a actividade em questão com devoção, enrijecida pela casmurrice de que não me livrei até hoje.
As variantes, impostas pelas condições materiais da própria sala e pelas necessidades pedagógicas, constrangiam-me o impulso para uma prática mais experimental e de maior regularidade. A distância e o ponto de vista que tinha do modelo dependiam da dinâmica incontrolável da ocupação dos lugares da sala de aula pelos estudantes. Acontecia, por vezes, ficar muito perto do modelo e deparar-me com o esforço acrescido para enquadrar a totalidade da figura na folha; outras vezes, os 5 ou 6 metros de afastamento não facilitavam a observação de alguns detalhes. As poses privilegiavam o aprendizado da medida e da proporção, eram poses com acentuada verticalidade e frontalidade, onde os membros apareciam quase planos em relação ao plano de representação. Poses em escorço ou de grande dinamismo físico, eram raras. como poses que evocassem movimento do corpo, que eram as que mais me atraiam. Como a carga horária se não mostrava suficiente para tal voracidade estudantil, impunha-se a necessidade de desenhar fora do contexto escolar, onde via a possibilidade de ter um maior controlo no que respeita à pose, ponto de vista e distância ao modelo. Pagar a modelos estava fora de questão, pela já conhecida condição romântica do artista pobre.

Os convites para posar dirigidos às pessoas próximas eram contudo invariavelmente recusados, alegadamente por falta de tempo, ou por alguns dos requisitados vislumbrarem estratagemas com vista a futuras práticas indecorosas (aquilo a que se poderá chamar mal entendidos). Para colmatar a falta de modelos passei a usar um espelho e assim, passei a praticar diária e autonomamente o desenho de figura. Cedo me apercebi que o meu corpo seria efectivamente a alternativa, e o espelho, mais do que um instrumento de trabalho imprescindível, passou a ser um elemento absolutamente determinante quanto ao modo como tenho vindo a desenvolver o meu trabalho de pintura e desenho de nu.

CV

 

Licenciatura em Artes Plásticas - Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, concluída em Outubro de 1999, com média final de 14 valores.

Frequenta o Doutoramento em Arte e Design 3ª edição na Faculdade de Belas Artes da

Universidade do Porto.

1998/1999 - Frequência de um semestre no Curso de Artes Visuais da Universidade de Salford,

Inglaterra.

De 2000 a 2009 assistente estagiário em Artes Plásticas- Pintura na Escola Superior Artística do Porto.

Desde 2004 é colaborador na Escola de Experiências Artísticas NextArt, Lisboa

Desde 2006 é orientador do Curso Livre de Desenho da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto

Ano lectivo 2009/2010 e 2010/2011 assistente convidado em Desenho l na Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto.

Leccionou, em regime de substituição, na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto a

Unidade Curricular de Desenho I como assistente convidado de 3 de Outubro a 3 de Novembro de 2009.

Ano lectivo 2010/2011 lecciona como Assistente Convidado no Curso de Artes Plásticas na

Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.

Ano lectivo de 2011/2012 Assistente Convidado no curso de Artes Plásticas - Pintura da Faculdade de Belas Artes Universidade do Porto

Ano lectivo de 2011/2012 Assistente convidado na Unidade Curricular de Desenho no curso de

Arquitectura na Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto.

 

Exposições

1996 - A Figura Humana na Escultura do Século XX, Exposição colectiva realizada no Museu da FBAUP, Porto.

1997 - Participação na Exposição do Prémio Amadeo de Sousa Cardoso, no Museu Amadeo de Sousa Cardoso, Amarante.

2000 - Participação na Exposição do BP/Amoco Award na National Portrait Gallery, Londres (de 21 de Junho a 1 de Setembro) e Aberdeen Gallery, Aberdeen (de 28 de Outubro a 9 de Dezembro).

2002 - II Prémio Baviera de Pintura - Seleccionado

2004 – Seleccionado para o Concurso de Pintura e Escultura D. Fernando II – 8ª Edição

2005 – Exposição colectiva Galeria Trindade, Porto

2006 – Exposição individual na “Casa Porto”, Edifico Atlântico, Porto

– Exposição individual na Biblioteca Municipal da Póvoa de Varzim

2009 - Exposição individual na Galeria da Ordem dos Médicos Região Norte.

- Exposição individual de Desenho " Retratos a Pedra Negra" na Cooperativa Cultural Gesto, Porto.

- Exposição individual de Desenho, Estúdio Um, Escola de Arquitectura Universidade do Minho, “Do Natural para o desenho”, 01/07 a 01/09/2009

- Centro de Estudos Judiciários, Lisboa, Individual "Conflitos Interiores" (Ricardo Leite: o pintor e os seus modelos), 15/09 a 15/10/2009

2010- - Exposição individual de Pintura "A posse do olhar" na Galeria das Salgadeiras, Lisboa

– Exposição individual no espaço “Project room” da galeria Trema, Lisboa.

2011 – Exposição individual de Pintura e Desenho intitulada “A sessão” na galeria Trindade, Porto de 12/03 a 16/04/2011

Espaço João Pedro Rodrigues, Colectiva “Treze Artistas, Treze Desenhos”, 20/05 a 09/07/2011, Porto

2012 - Exposição individual de Pintura e Desenho intitulada “Pele” na Casa da Galeria, St. Tirso de 14/05 a 23/07/2011

2012 – Exposição individual de Pintura e Desenho intitulada “Somos o nosso corpo” na Galeria do Museu Nogueira da Silva, Braga, de 06 a 28 de Abril.

 

Prémios

1999 - Prémio de pintura "Fernando de Castro" 1998/99 atribuído pelo Ateneu Comercial do Porto.

2000 - Primeiro prémio da I Bienal de Pintura Arte Jovem de Penafiel.

2003 - Menção Honrosa na VII Edição do Prémio de Pintura D. Fernando, Sintra.

2006 – Prémio Revelação de Pintura Caixa Geral de Depósitos / Centro Nacional de Cultura

2008 – Menção Honrosa na 1ª Bienal Internacional de Artes Plásticas do Montijo.

 

Publicações

Desenhar e fazer desenhos, 1996, UP ARTE, Nº1, Porto.

Desenho de um gato, 1999, UP ARTE, Nº3, Porto.

Capa e badana da revista “Periférica” nº. 10, Verão 2004, Vilarelho, Vila Pouca Aguiar

Auto.retratos, Egoísta nº 31, Junho 2007, Lisboa

Contra capa da revista Chroma, issue 8, 2008 London. Editor: Shaun Levi.

 

 

 

26 DE JUNHO DE 2013 | 14H30

AUDITÓRIO I

ESCOLA DE ARQUITECTURA DA UNIVERSIDADE DO MINHO

VOLTAR