ENCONTROS ESTÚDIO UM: TEMAS E OBJETOS DO DESENHO

ATUALMENTE, O CONCEITO DE ARQUIVO SUPERA A REPRESENTAÇÃO DO DEPÓSITO DE INFORMAÇÃO VISUAL QUE RESULTA DO PROCESSO ARTÍSTICO, INDEXANDO OS DIFERENTES MOMENTOS SOB A FORMA DE REGISTO ESTRITAMENTE DOCUMENTAL. PELA SUA CONSULTA E TRANSFORMAÇÃO, O ARQUIVO É RECRIADO E TORNA-SE UM ESPAÇO DE ASSOCIAÇÃO DE MEMÓRIAS, PRODUZINDO NOVAS IDEIAS E FORMAS. DESDE A ESCALA DO MUSEU À DIMENSÃO PRIVADA DO CADERNO DE DESENHOS, O ARQUIVO FUNCIONA COMO UMA MEMÓRIA EXPANDIDA* DENTRO DO PROCESSO GRÁFICO. AS DIFERENTES DIMENSÕES DO ARQUIVO COMO SUPORTE DO TRABALHO É A MATÉRIA DE REFLEXÃO PROPOSTA NA TERCEIRA EDIÇÃO DOS ENCONTROS ESTÚDIO UM.

*Combinando as expressões ‘Memory Extended’ atribuída a Vannevar Bush e ‘Expanded Field’ de Rosalind Krauss.

# 3: ARQUIVO

 

ANA LUÍSA RODRIGUES

AFINIDADES ELECTIVAS

ANTÓNIO GONÇALVES

ARQUIVO COMO DESENHO

CLÁUDIA AMANDI

O CADERNO E O ARQUIVO - O ESPAÇO DAS COISAS

MANUEL ALVES

DESENHAR ENTRE ESPAÇOS:

O DIÁRIO GRÁFICO COMO RECURSO VISUAL

18 DE JULHO DE 2012 | 14H30

 

BIBLIOTECA

ESCOLA DE ARQUITECTURA DA UNIVERSIDADE DO MINHO